Showing 17162 results

Archival description
Coordenadoria de Comunicação Social
Print preview View:

17161 results with digital objects Show results with digital objects

Oficina de Leitura Inclusiva Conversa sobre Meus Livros

Fotografia de Daiane Regina Segabinazzi Pradebon.
O Departamento de Arquivo Geral e o Núcleo de Acessibilidade da UFSM foram co-promotores da Oficina de Leitura Inclusiva Conversa sobre Meus Livros, que ocorreu na Casa de Leitura da 45ª Feira do Livro de Santa Maria. As outras instituições organizadoras foram a Fundação Dorina Nowill de Cegos de São Paulo e a Associação de Cegos e Deficientes Visuais (ACDV). Na programação estavam roda de leitura, contação de histórias, exposição de equipamentos e outros materiais acessíveis, oficina sobre o sistema braille, sensibilização com o uso da bengala-guia e outros.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Pesquisa Uso de Açaí no Tratamento de Doenças Psíquicas

Fotografia de Lucas Casali.
As propriedades do açaí como anti-inflamatório já são estudadas por cientistas brasileiros. O diferencial da pesquisa realizada na UFSM, sob a orientação da professora Ivana Beatrice Mânica da Cruz, do Departamento de Morfologia, é que a investigação foi direcionada especificamente para testes com células semelhantes às do cérebro humano. Em razão da maior disponibilidade
de recursos e equipamentos no Canadá, esses experimentos foram conduzidos na Universidade de Toronto. Sob a orientação da professora Ana Andreazza, a pesquisa foi realizada pelo então doutorando em Farmacologia pela UFSM Alencar Kolinski Machado, atualmente professor de Biomedicina do Centro Universitário Franciscano (Unifra).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Pesquisa Uso de Açaí no Tratamento de Doenças Psíquicas

Fotografia de Lucas Casali.
As propriedades do açaí como anti-inflamatório já são estudadas por cientistas brasileiros. O diferencial da pesquisa realizada na UFSM, sob a orientação da professora Ivana Beatrice Mânica da Cruz, do Departamento de Morfologia, é que a investigação foi direcionada especificamente para testes com células semelhantes às do cérebro humano. Em razão da maior disponibilidade
de recursos e equipamentos no Canadá, esses experimentos foram conduzidos na Universidade de Toronto. Sob a orientação da professora Ana Andreazza, a pesquisa foi realizada pelo então doutorando em Farmacologia pela UFSM Alencar Kolinski Machado, atualmente professor de Biomedicina do Centro Universitário Franciscano (Unifra).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Pesquisa Uso de Açaí no Tratamento de Doenças Psíquicas

Fotografia de Lucas Casali.
As propriedades do açaí como anti-inflamatório já são estudadas por cientistas brasileiros. O diferencial da pesquisa realizada na UFSM, sob a orientação da professora Ivana Beatrice Mânica da Cruz, do Departamento de Morfologia, é que a investigação foi direcionada especificamente para testes com células semelhantes às do cérebro humano. Em razão da maior disponibilidade
de recursos e equipamentos no Canadá, esses experimentos foram conduzidos na Universidade de Toronto. Sob a orientação da professora Ana Andreazza, a pesquisa foi realizada pelo então doutorando em Farmacologia pela UFSM Alencar Kolinski Machado, atualmente professor de Biomedicina do Centro Universitário Franciscano (Unifra).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Pesquisa Uso de Açaí no Tratamento de Doenças Psíquicas

Fotografia de Lucas Casali.
As propriedades do açaí como anti-inflamatório já são estudadas por cientistas brasileiros. O diferencial da pesquisa realizada na UFSM, sob a orientação da professora Ivana Beatrice Mânica da Cruz, do Departamento de Morfologia, é que a investigação foi direcionada especificamente para testes com células semelhantes às do cérebro humano. Em razão da maior disponibilidade
de recursos e equipamentos no Canadá, esses experimentos foram conduzidos na Universidade de Toronto. Sob a orientação da professora Ana Andreazza, a pesquisa foi realizada pelo então doutorando em Farmacologia pela UFSM Alencar Kolinski Machado, atualmente professor de Biomedicina do Centro Universitário Franciscano (Unifra).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Audiência de Comunicação Oficial do Prêmio Bunge no Gabinete do Reitor

Fotógrafo desconhecido.
A santa-mariense Eliana da Costa Pereira, 27 anos, mestre em Educação Especial formada pela UFSM em 2001 foi comunicada oficialmente pelo reitor Paulo Sarkis, que foi vencedora do “Grande Prêmio Juventude Bunge da Ciência”. Eliana é professora do recém criado curso de Educação Especial à Distância da UFSM, e o trabalho merecedor do prêmio, considerado o mais importante do País, na área, foi sua dissertação de mestrado, que trata da “utilização da informática na educação de alunos portadores de necessidades especiais e que estudam em escolas regulares” – foi indicada pela própria UFSM. O prêmio Juventude Bunge da Ciência, além de oferecer grande visibilidade e distinção nacional, confere à vencedora também R$ 30 mil, a serem recebidos, junto com o diploma, no dia 26 de setembro, no Palácio Bandeirantes, em São Paulo. A premiação foi entregue à professora Eliana no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado de São Paulo, dia 26 de setembro, às 19h30min.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Audiência de Comunicação Oficial do Prêmio Bunge no Gabinete do Reitor

Fotógrafo desconhecido.
A santa-mariense Eliana da Costa Pereira, 27 anos, mestre em Educação Especial formada pela UFSM em 2001 foi comunicada oficialmente pelo reitor Paulo Sarkis, que foi vencedora do “Grande Prêmio Juventude Bunge da Ciência”. Eliana é professora do recém criado curso de Educação Especial à Distância da UFSM, e o trabalho merecedor do prêmio, considerado o mais importante do País, na área, foi sua dissertação de mestrado, que trata da “utilização da informática na educação de alunos portadores de necessidades especiais e que estudam em escolas regulares” – foi indicada pela própria UFSM. O prêmio Juventude Bunge da Ciência, além de oferecer grande visibilidade e distinção nacional, confere à vencedora também R$ 30 mil, a serem recebidos, junto com o diploma, no dia 26 de setembro, no Palácio Bandeirantes, em São Paulo. A premiação foi entregue à professora Eliana no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado de São Paulo, dia 26 de setembro, às 19h30min.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Audiência de Comunicação Oficial do Prêmio Bunge no Gabinete do Reitor

Fotógrafo desconhecido.
A santa-mariense Eliana da Costa Pereira, 27 anos, mestre em Educação Especial formada pela UFSM em 2001 foi comunicada oficialmente pelo reitor Paulo Sarkis, que foi vencedora do “Grande Prêmio Juventude Bunge da Ciência”. Eliana é professora do recém criado curso de Educação Especial à Distância da UFSM, e o trabalho merecedor do prêmio, considerado o mais importante do País, na área, foi sua dissertação de mestrado, que trata da “utilização da informática na educação de alunos portadores de necessidades especiais e que estudam em escolas regulares” – foi indicada pela própria UFSM. O prêmio Juventude Bunge da Ciência, além de oferecer grande visibilidade e distinção nacional, confere à vencedora também R$ 30 mil, a serem recebidos, junto com o diploma, no dia 26 de setembro, no Palácio Bandeirantes, em São Paulo. A premiação foi entregue à professora Eliana no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado de São Paulo, dia 26 de setembro, às 19h30min.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Audiência de Comunicação Oficial do Prêmio Bunge no Gabinete do Reitor

Fotógrafo desconhecido.
A santa-mariense Eliana da Costa Pereira, 27 anos, mestre em Educação Especial formada pela UFSM em 2001 foi comunicada oficialmente pelo reitor Paulo Sarkis, que foi vencedora do “Grande Prêmio Juventude Bunge da Ciência”. Eliana é professora do recém criado curso de Educação Especial à Distância da UFSM, e o trabalho merecedor do prêmio, considerado o mais importante do País, na área, foi sua dissertação de mestrado, que trata da “utilização da informática na educação de alunos portadores de necessidades especiais e que estudam em escolas regulares” – foi indicada pela própria UFSM. O prêmio Juventude Bunge da Ciência, além de oferecer grande visibilidade e distinção nacional, confere à vencedora também R$ 30 mil, a serem recebidos, junto com o diploma, no dia 26 de setembro, no Palácio Bandeirantes, em São Paulo. A premiação foi entregue à professora Eliana no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado de São Paulo, dia 26 de setembro, às 19h30min.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Pesquisa Rizipiscicultura - Diversificação de Culturas em Áreas de Arroz

Fotógrafo desconhecido.
O projeto de pesquisa sobre rizipiscicultura foi desenvolvido por Enio Marchesan, professor do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. A rizipiscicultura é um sistema de produção caracterizado pelo cultivo consorciado de arroz irrigado e a criação de peixes. Essa prática reduz o uso de máquinas, conserva o ambiente e proporciona aumento de renda por área, pois o peixe prepara o solo para o próximo cultivo do arroz irrigado, recicla a matéria orgânica e consome sementes de plantas invasoras no solo, contribuindo também para a redução de larvas de insetos e caramujos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Pesquisa Rizipiscicultura - Diversificação de Culturas em Áreas de Arroz

Fotógrafo desconhecido.
O projeto de pesquisa sobre rizipiscicultura foi desenvolvido por Enio Marchesan, professor do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. A rizipiscicultura é um sistema de produção caracterizado pelo cultivo consorciado de arroz irrigado e a criação de peixes. Essa prática reduz o uso de máquinas, conserva o ambiente e proporciona aumento de renda por área, pois o peixe prepara o solo para o próximo cultivo do arroz irrigado, recicla a matéria orgânica e consome sementes de plantas invasoras no solo, contribuindo também para a redução de larvas de insetos e caramujos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Pesquisa Rizipiscicultura - Diversificação de Culturas em Áreas de Arroz

Fotógrafo desconhecido.
O projeto de pesquisa sobre rizipiscicultura foi desenvolvido por Enio Marchesan, professor do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. A rizipiscicultura é um sistema de produção caracterizado pelo cultivo consorciado de arroz irrigado e a criação de peixes. Essa prática reduz o uso de máquinas, conserva o ambiente e proporciona aumento de renda por área, pois o peixe prepara o solo para o próximo cultivo do arroz irrigado, recicla a matéria orgânica e consome sementes de plantas invasoras no solo, contribuindo também para a redução de larvas de insetos e caramujos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Pesquisa Rizipiscicultura - Diversificação de Culturas em Áreas de Arroz

Fotógrafo desconhecido.
O projeto de pesquisa sobre rizipiscicultura foi desenvolvido por Enio Marchesan, professor do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. A rizipiscicultura é um sistema de produção caracterizado pelo cultivo consorciado de arroz irrigado e a criação de peixes. Essa prática reduz o uso de máquinas, conserva o ambiente e proporciona aumento de renda por área, pois o peixe prepara o solo para o próximo cultivo do arroz irrigado, recicla a matéria orgânica e consome sementes de plantas invasoras no solo, contribuindo também para a redução de larvas de insetos e caramujos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Pesquisa Rizipiscicultura - Diversificação de Culturas em Áreas de Arroz

Fotógrafo desconhecido.
O projeto de pesquisa sobre rizipiscicultura foi desenvolvido por Enio Marchesan, professor do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. A rizipiscicultura é um sistema de produção caracterizado pelo cultivo consorciado de arroz irrigado e a criação de peixes. Essa prática reduz o uso de máquinas, conserva o ambiente e proporciona aumento de renda por área, pois o peixe prepara o solo para o próximo cultivo do arroz irrigado, recicla a matéria orgânica e consome sementes de plantas invasoras no solo, contribuindo também para a redução de larvas de insetos e caramujos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Pesquisa Rizipiscicultura - Diversificação de Culturas em Áreas de Arroz

Fotógrafo desconhecido.
O projeto de pesquisa sobre rizipiscicultura foi desenvolvido por Enio Marchesan, professor do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. A rizipiscicultura é um sistema de produção caracterizado pelo cultivo consorciado de arroz irrigado e a criação de peixes. Essa prática reduz o uso de máquinas, conserva o ambiente e proporciona aumento de renda por área, pois o peixe prepara o solo para o próximo cultivo do arroz irrigado, recicla a matéria orgânica e consome sementes de plantas invasoras no solo, contribuindo também para a redução de larvas de insetos e caramujos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Results 1 to 50 of 17162