Previsualizar a impressão Fechar

Mostrar 244 resultados

Descrição arquivística
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil) Atividades didáticas
Opções de pesquisa avançada
Previsualizar a impressão Ver:

244 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

Oficina de Fotografia - Cinest

[…] Reverter esse quadro é a razão de existir da Piazito Arte e Cultura, uma instituição sem fins lucrativos de Santa Maria que se une às escolas na intenção de promover o interesse dos estudantes pelo cinema. E, para que essa promoção não ficasse restrita ao âmbito municipal, em 2012, o grupo criou o Festival Internacional de Cinema Estudantil (Cinest) – um evento que incentiva, divulga e premia curtas-metragens produzidos em âmbito escolar. […] Além disso, a programação do Cinest contempla temas pertinentes à produção cinematográfica, com oficinas sobre fotografia, iluminação e maquiagem, por exemplo.
(Mostra competiviva do Cinest começa nesta terça-feira em Santa Maria. Disponível em http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/noticia/2015/10/mostra-competiviva-do-cinest-comeca-nesta-terca-feira-em-santa-maria-4861561.html. Acesso em 12/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Oficina de Fotografia - Cinest

[…] Reverter esse quadro é a razão de existir da Piazito Arte e Cultura, uma instituição sem fins lucrativos de Santa Maria que se une às escolas na intenção de promover o interesse dos estudantes pelo cinema. E, para que essa promoção não ficasse restrita ao âmbito municipal, em 2012, o grupo criou o Festival Internacional de Cinema Estudantil (Cinest) – um evento que incentiva, divulga e premia curtas-metragens produzidos em âmbito escolar. […] Além disso, a programação do Cinest contempla temas pertinentes à produção cinematográfica, com oficinas sobre fotografia, iluminação e maquiagem, por exemplo.
(Mostra competiviva do Cinest começa nesta terça-feira em Santa Maria. Disponível em http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/noticia/2015/10/mostra-competiviva-do-cinest-comeca-nesta-terca-feira-em-santa-maria-4861561.html. Acesso em 12/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Oficina de Fotografia - Cinest

[…] Reverter esse quadro é a razão de existir da Piazito Arte e Cultura, uma instituição sem fins lucrativos de Santa Maria que se une às escolas na intenção de promover o interesse dos estudantes pelo cinema. E, para que essa promoção não ficasse restrita ao âmbito municipal, em 2012, o grupo criou o Festival Internacional de Cinema Estudantil (Cinest) – um evento que incentiva, divulga e premia curtas-metragens produzidos em âmbito escolar. […] Além disso, a programação do Cinest contempla temas pertinentes à produção cinematográfica, com oficinas sobre fotografia, iluminação e maquiagem, por exemplo.
(Mostra competiviva do Cinest começa nesta terça-feira em Santa Maria. Disponível em http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/noticia/2015/10/mostra-competiviva-do-cinest-comeca-nesta-terca-feira-em-santa-maria-4861561.html. Acesso em 12/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Oficina de Fotografia - Cinest

[…] Reverter esse quadro é a razão de existir da Piazito Arte e Cultura, uma instituição sem fins lucrativos de Santa Maria que se une às escolas na intenção de promover o interesse dos estudantes pelo cinema. E, para que essa promoção não ficasse restrita ao âmbito municipal, em 2012, o grupo criou o Festival Internacional de Cinema Estudantil (Cinest) – um evento que incentiva, divulga e premia curtas-metragens produzidos em âmbito escolar. […] Além disso, a programação do Cinest contempla temas pertinentes à produção cinematográfica, com oficinas sobre fotografia, iluminação e maquiagem, por exemplo.
(Mostra competiviva do Cinest começa nesta terça-feira em Santa Maria. Disponível em http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/noticia/2015/10/mostra-competiviva-do-cinest-comeca-nesta-terca-feira-em-santa-maria-4861561.html. Acesso em 12/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Oficina de Fotografia - Cinest

[…] Reverter esse quadro é a razão de existir da Piazito Arte e Cultura, uma instituição sem fins lucrativos de Santa Maria que se une às escolas na intenção de promover o interesse dos estudantes pelo cinema. E, para que essa promoção não ficasse restrita ao âmbito municipal, em 2012, o grupo criou o Festival Internacional de Cinema Estudantil (Cinest) – um evento que incentiva, divulga e premia curtas-metragens produzidos em âmbito escolar. […] Além disso, a programação do Cinest contempla temas pertinentes à produção cinematográfica, com oficinas sobre fotografia, iluminação e maquiagem, por exemplo.
(Mostra competiviva do Cinest começa nesta terça-feira em Santa Maria. Disponível em http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/noticia/2015/10/mostra-competiviva-do-cinest-comeca-nesta-terca-feira-em-santa-maria-4861561.html. Acesso em 12/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Oficina de Fotografia - Cinest

[…] Reverter esse quadro é a razão de existir da Piazito Arte e Cultura, uma instituição sem fins lucrativos de Santa Maria que se une às escolas na intenção de promover o interesse dos estudantes pelo cinema. E, para que essa promoção não ficasse restrita ao âmbito municipal, em 2012, o grupo criou o Festival Internacional de Cinema Estudantil (Cinest) – um evento que incentiva, divulga e premia curtas-metragens produzidos em âmbito escolar. […] Além disso, a programação do Cinest contempla temas pertinentes à produção cinematográfica, com oficinas sobre fotografia, iluminação e maquiagem, por exemplo.
(Mostra competiviva do Cinest começa nesta terça-feira em Santa Maria. Disponível em http://diariodesantamaria.clicrbs.com.br/rs/cultura-e-lazer/noticia/2015/10/mostra-competiviva-do-cinest-comeca-nesta-terca-feira-em-santa-maria-4861561.html. Acesso em 12/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aula Inaugural Pré-Vestibular Popular Alternativa

O Pré-Vestibular Popular Alternativa é um projeto ligado à Pró-Reitoria da Extensão da UFSM e em 2014 completa 15 anos de atividades. (Pré-Vestibular Popular Alternativa abre processo seletivo em março. Disponível em http://site.ufsm.br/noticias/exibir/10425. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aula Inaugural Pré-Vestibular Popular Alternativa

O Pré-Vestibular Popular Alternativa é um projeto ligado à Pró-Reitoria da Extensão da UFSM e em 2014 completa 15 anos de atividades. (Pré-Vestibular Popular Alternativa abre processo seletivo em março. Disponível em http://site.ufsm.br/noticias/exibir/10425. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aula Inaugural Pré-Vestibular Popular Alternativa

O Pré-Vestibular Popular Alternativa é um projeto ligado à Pró-Reitoria da Extensão da UFSM e em 2014 completa 15 anos de atividades. (Pré-Vestibular Popular Alternativa abre processo seletivo em março. Disponível em http://site.ufsm.br/noticias/exibir/10425. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Encerramento da I Jornada de Lutas das Mulheres

Depois de um mês inteiro de construção coletiva, promovendo debates, encontros, oficinas, espaços culturais, de aprendizagem, de conhecimento compartilhado e de muita luta! Encerraremos nossa Jornada, que contou com mais de 22 atividades organizadas por diversos coletivos, movimentos sociais, organizações educativas, populares e artísticas. Encerramos com a certeza de que este fim é simbólico, pois a luta sempre continua. Enquanto todas as mulheres forem tratadas de forma desigual, violenta e opressora, não pararemos por aqui! Seguiremos sempre exigindo respeito e os nossos direitos que nos são negligenciados diariamente.
O encerramento contou com a presença de mulheres em cargos administrativos da Universidade Federal de Santa Maria. O evento teve como fala principal a apresentação do trabalho de Aline Bagetti, intitulada: " Feminismos e a criação de micropolíticas no Plano da Diferença". Após foi apresentado o fórum Municipal Permanente de Mulheres de Santa Maria, pela professora Maria Celeste Landerdahl e aberto um convite a todos interessados em construí-lo.
(I Jornada de Luta das Mulheres. Disponível em https://www.facebook.com/IjornadadeLutasdasMulheres/posts/841546115860283. Acesso em 13/07/2017). Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

6º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (CBEU)

O 6º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária é uma iniciativa conjunta do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, do Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e Instituições de Ensino Superior Comunitárias e Fórum de Extensão das Instituições de Ensino Superior Particulares. A relevância do evento consiste no debate acerca dos desafios da extensão universitária no Brasil, tematizando a amplitude alcançada por esta, ao plasmar o diálogo entre o saber acadêmico e o saber popular, propiciando uma rica síntese da abordagem dos problemas da realidade brasileira tanto quanto da implementação das políticas públicas até as práticas de inovação.
A temática escolhida para o 6º CBEU “Diálogos da Extensão: saberes tradicionais e inovação científica” aponta para a importância de reconhecer a existência de diferentes conhecimentos, sob a perspectiva da ciência e do senso comum. Para que, de fato, os trabalhos de extensão se constituam como respostas cada vez mais dinâmicas e propositivas, é necessário um diálogo entre os protagonistas desses conhecimentos. A Participação da UFSM: Nossa instituição teve trabalhos selecionados em todas as áreas. No total, 21 trabalhos foram escolhidos para Apresentações Orais (tendo especial destaque a área de educação com 8 trabalhos selecionados), 2 trabalhos para Rodas de Conversa e 1 trabalho na categoria Oficina. Em Belém, UFSM foi representada por alunos, professores e técnicos administrativos em educação.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

6º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (CBEU)

O 6º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária é uma iniciativa conjunta do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, do Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e Instituições de Ensino Superior Comunitárias e Fórum de Extensão das Instituições de Ensino Superior Particulares. A relevância do evento consiste no debate acerca dos desafios da extensão universitária no Brasil, tematizando a amplitude alcançada por esta, ao plasmar o diálogo entre o saber acadêmico e o saber popular, propiciando uma rica síntese da abordagem dos problemas da realidade brasileira tanto quanto da implementação das políticas públicas até as práticas de inovação.
A temática escolhida para o 6º CBEU “Diálogos da Extensão: saberes tradicionais e inovação científica” aponta para a importância de reconhecer a existência de diferentes conhecimentos, sob a perspectiva da ciência e do senso comum. Para que, de fato, os trabalhos de extensão se constituam como respostas cada vez mais dinâmicas e propositivas, é necessário um diálogo entre os protagonistas desses conhecimentos. A Participação da UFSM: Nossa instituição teve trabalhos selecionados em todas as áreas. No total, 21 trabalhos foram escolhidos para Apresentações Orais (tendo especial destaque a área de educação com 8 trabalhos selecionados), 2 trabalhos para Rodas de Conversa e 1 trabalho na categoria Oficina. Em Belém, UFSM foi representada por alunos, professores e técnicos administrativos em educação.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Viva o Campus - Viva Bem

Vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e ao Gabinete do Reitor da UFSM, o Programa Viva o Campus tem o objetivo de oferecer nos finais de semana ações para a comunidade regional no campus. Na edição intitulada "Viva Bem: Viva o Campus" o público teve a oportunidade de participar de atividades relaxantes, rodas de conversas sobre alimentação, caminhadas, meditação, além de apresentações de dança circular.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Extensão Programa de Geração de Renda e Qualidade do Pescado (PROJEAQUA)

Projeto financiado pelo Fundo de Incentivo a Extensão (FIEX).
Programa de Extensão (PROGEAQUA - Programa de Geração de Renda e Qualidade do PEscado), encerrado em 2016. Este programa foi aprovado pelo edital PROEXT 2015, desenvolvido na região de Palmeira das Missões e Frederico Westphalen. Este projeto visa, prioritariamente, contemplar ações de extensão na linha de pesca e aquicultura, por meio de treinamentos e capacitações visando a geração de renda e melhoria da qualidade do pescado. Curso de Piscicultura.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Extensão Programa de Geração de Renda e Qualidade do Pescado (PROJEAQUA)

Projeto financiado pelo Fundo de Incentivo a Extensão (FIEX).
Programa de Extensão (PROGEAQUA - Programa de Geração de Renda e Qualidade do PEscado), encerrado em 2016. Este programa foi aprovado pelo edital PROEXT 2015, desenvolvido na região de Palmeira das Missões e Frederico Westphalen. Este projeto visa, prioritariamente, contemplar ações de extensão na linha de pesca e aquicultura, por meio de treinamentos e capacitações visando a geração de renda e melhoria da qualidade do pescado. Curso de Piscicultura.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Extensão Programa de Geração de Renda e Qualidade do Pescado (PROJEAQUA)

Projeto financiado pelo Fundo de Incentivo a Extensão (FIEX).
Programa de Extensão (PROGEAQUA - Programa de Geração de Renda e Qualidade do PEscado), encerrado em 2016. Este programa foi aprovado pelo edital PROEXT 2015, desenvolvido na região de Palmeira das Missões e Frederico Westphalen. Este projeto visa, prioritariamente, contemplar ações de extensão na linha de pesca e aquicultura, por meio de treinamentos e capacitações visando a geração de renda e melhoria da qualidade do pescado. Curso de Piscicultura.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto de Extensão Programa de Geração de Renda e Qualidade do Pescado (PROJEAQUA)

Projeto financiado pelo Fundo de Incentivo a Extensão (FIEX).
Programa de Extensão (PROGEAQUA - Programa de Geração de Renda e Qualidade do PEscado), encerrado em 2016. Este programa foi aprovado pelo edital PROEXT 2015, desenvolvido na região de Palmeira das Missões e Frederico Westphalen. Este projeto visa, prioritariamente, contemplar ações de extensão na linha de pesca e aquicultura, por meio de treinamentos e capacitações visando a geração de renda e melhoria da qualidade do pescado. Curso de Piscicultura.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira

As Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira 2015 ocorreram de 18 a 21 de novembro. A Pró-reitoria de Extensão recebeu a educadora popular Dulcineia de Fátima Ferreira. Dulce é docente da Universidade Federal de São Carlos, e veio a Santa Maria para ministrar um mini-curso junto ao Pré-Universitário Popular Alternativa sobre "Educação popular em Paulo Freire: reflexões atuais e releituras possíveis". Dulce proferiu uma conferência intitulada "Pensar a educação popular no contexto da educação superior atual: afinal o que pensamos sobre essa questão?", para o programa de graduação especial em formação de professores para a educação profissional e tecnológica, no Centro de Educação, e também realizou um curso de formação em educação jurídica popular sobre o tema "Educação Popular: fundamentos teóricos e métodos" para estudantes do curso de Direito da UFSM. Fotografia de Ascísio dos Reis Pereira

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira

As Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira 2015 ocorreram de 18 a 21 de novembro. A Pró-reitoria de Extensão recebeu a educadora popular Dulcineia de Fátima Ferreira. Dulce é docente da Universidade Federal de São Carlos, e veio a Santa Maria para ministrar um mini-curso junto ao Pré-Universitário Popular Alternativa sobre "Educação popular em Paulo Freire: reflexões atuais e releituras possíveis". Dulce proferiu uma conferência intitulada "Pensar a educação popular no contexto da educação superior atual: afinal o que pensamos sobre essa questão?", para o programa de graduação especial em formação de professores para a educação profissional e tecnológica, no Centro de Educação, e também realizou um curso de formação em educação jurídica popular sobre o tema "Educação Popular: fundamentos teóricos e métodos" para estudantes do curso de Direito da UFSM. Fotografia de Giovana Silveira.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira

As Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira 2015 ocorreram de 18 a 21 de novembro. A Pró-reitoria de Extensão recebeu a educadora popular Dulcineia de Fátima Ferreira. Dulce é docente da Universidade Federal de São Carlos, e veio a Santa Maria para ministrar um mini-curso junto ao Pré-Universitário Popular Alternativa sobre "Educação popular em Paulo Freire: reflexões atuais e releituras possíveis". Dulce proferiu uma conferência intitulada "Pensar a educação popular no contexto da educação superior atual: afinal o que pensamos sobre essa questão?", para o programa de graduação especial em formação de professores para a educação profissional e tecnológica, no Centro de Educação, e também realizou um curso de formação em educação jurídica popular sobre o tema "Educação Popular: fundamentos teóricos e métodos" para estudantes do curso de Direito da UFSM. Fotografia de Ascísio dos Reis Pereira.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira

As Palestras e Minicurso da Educadora Popular Dulcineia de Fátima Ferreira 2015 ocorreram de 18 a 21 de novembro. A Pró-reitoria de Extensão recebeu a educadora popular Dulcineia de Fátima Ferreira. Dulce é docente da Universidade Federal de São Carlos, e veio a Santa Maria para ministrar um mini-curso junto ao Pré-Universitário Popular Alternativa sobre "Educação popular em Paulo Freire: reflexões atuais e releituras possíveis". Dulce proferiu uma conferência intitulada "Pensar a educação popular no contexto da educação superior atual: afinal o que pensamos sobre essa questão?", para o programa de graduação especial em formação de professores para a educação profissional e tecnológica, no Centro de Educação, e também realizou um curso de formação em educação jurídica popular sobre o tema "Educação Popular: fundamentos teóricos e métodos" para estudantes do curso de Direito da UFSM. Fotografia de Ascísio dos Reis Pereira.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Diálogos - Drogas no âmbito educacional: Redução de danos

Com o tema em discussão “Drogas no Âmbito Educacional: Redução de Danos”, o Projeto Ítaca - ERD – Escola de Redução de Danos, juntamente com Núcleo de Tecnologia Educacional da UFSM e a Pró-reitoria de Extensão, realizaram mais uma edição do evento Diálogos. A conversa trouxe a apresentação do conceito de Redução de Danos construído pelo Projeto ÍTACA, de Santa Maria. Além disso, houve a contextualização da forma com a qual os usuários de droga são tratados: sempre à margem da sociedade. O encontro também proporcionou a socialização de experiências pessoais e foi introduzido com a intervenção apresentada por Gabit box, integrante do Coletivo de Resistência Artística e Periférica (Co-rap Santa Maria). Dentre os convidados estavam: Deni Ladi - Educador em redução de danos e Produtor cultural; Douglas Casarotto de Oliveira – Psicólogo, Mestre em Educação e integrante Coordenação da Escola de Redução de Danos Ítaca; Elisandra Gimenez – Licenciada em Ciências Sociais, Especialização em dependência química e agente redutora de danos; Guilherme Corrêa, professor da UFSM licenciado em Química, antigo coordenador do Projeto Ítaca, mestre em Educação e doutor em Ciências Sociais. Fotografia de Priscila Aguiar.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Resultados 1 a 50 de 244