Showing 659 results

Archival description
Gabinete do Reitor
Advanced search options
Print preview View:

659 results with digital objects Show results with digital objects

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Descerramento do Letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa Pista Multiuso – Fase 1

Fotografia de Mariana Flores.
O descerramento do letreiro “Cidade Universitária Prof. José Mariano da Rocha Filho” e da placa da Pista Multiuso – Fase 1 ocorreu dia 15 de dezembro de 2017, às 10h, no arco da UFSM Campus Sede. Originalmente denominado de “Cidade Universitária”, o campus da UFSM foi rebatizado em outubro de 1973, quando foi acrescentada a homenagem, prestada pelo Conselho Universitário, a seu idealizador e primeiro reitor.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia da Calourada em recepção aos novos alunos do Centro de Ciências da Saúde da UFSM

Fotografia de Sendi Chiapinotto Spiazzi.
O evento de recepção contou com diversas atrações, foram elas: a apresentação musical da aluna Isabela Kuplich do Curso de Comunicação Social da UFSM e de Vitor Etchepare Vieira, a apresentação do professor de Zumba, Francis Vinicius de Oliveira Schirmer, a gincana entre as turmas, que terá como prêmio a Fuel Entretenimento em uma de suas festas de curso, e a distribuição de drinques não alcoólicos promovidos pela Fuel. Por fim, após a competição, o curso de Medicina apresentou sua Bateria Tirana. O evento teve o apoio, também, da Gustavo Fotos Formaturas, e o patrocínio da escola de idiomas Wizard e do Aplicativo Sniffer. O Centro de Ciências da Saúde possui sete cursos de graduação, mas apenas seis abriram novas turmas no segundo semestre letivo do ano de 2017. Foram eles: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Odontologia e Terapia Ocupacional. Já a Fonoaudiologia só recebe novos alunos no início do ano.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia da Calourada em recepção aos novos alunos do Centro de Ciências da Saúde da UFSM

Fotografia de Sendi Chiapinotto Spiazzi.
O evento de recepção contou com diversas atrações, foram elas: a apresentação musical da aluna Isabela Kuplich do Curso de Comunicação Social da UFSM e de Vitor Etchepare Vieira, a apresentação do professor de Zumba, Francis Vinicius de Oliveira Schirmer, a gincana entre as turmas, que terá como prêmio a Fuel Entretenimento em uma de suas festas de curso, e a distribuição de drinques não alcoólicos promovidos pela Fuel. Por fim, após a competição, o curso de Medicina apresentou sua Bateria Tirana. O evento teve o apoio, também, da Gustavo Fotos Formaturas, e o patrocínio da escola de idiomas Wizard e do Aplicativo Sniffer. O Centro de Ciências da Saúde possui sete cursos de graduação, mas apenas seis abriram novas turmas no segundo semestre letivo do ano de 2017. Foram eles: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Odontologia e Terapia Ocupacional. Já a Fonoaudiologia só recebe novos alunos no início do ano.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia da Calourada em recepção aos novos alunos do Centro de Ciências da Saúde da UFSM

Fotografia de Sendi Chiapinotto Spiazzi.
O evento de recepção contou com diversas atrações, foram elas: a apresentação musical da aluna Isabela Kuplich do Curso de Comunicação Social da UFSM e de Vitor Etchepare Vieira, a apresentação do professor de Zumba, Francis Vinicius de Oliveira Schirmer, a gincana entre as turmas, que terá como prêmio a Fuel Entretenimento em uma de suas festas de curso, e a distribuição de drinques não alcoólicos promovidos pela Fuel. Por fim, após a competição, o curso de Medicina apresentou sua Bateria Tirana. O evento teve o apoio, também, da Gustavo Fotos Formaturas, e o patrocínio da escola de idiomas Wizard e do Aplicativo Sniffer. O Centro de Ciências da Saúde possui sete cursos de graduação, mas apenas seis abriram novas turmas no segundo semestre letivo do ano de 2017. Foram eles: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Odontologia e Terapia Ocupacional. Já a Fonoaudiologia só recebe novos alunos no início do ano.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Veículos doados pela Receita Federal

Fotografia de Sendi Chiapinotto Spiazzi.
Apreendidos pela Receita Federal em atividades irregulares, quatro ônibus e um caminhão foram doados e estão sendo incorporados à frota da UFSM. Os ônibus serão destinados ao transporte de estudantes e professores em atividades acadêmicas, além de contribuir para a mobilidade entre os campi da instituição. Já o caminhão está sendo utilizado para a coleta seletiva de lixo, no campus Sede.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Veículos doados pela Receita Federal

Fotografia de Sendi Chiapinotto Spiazzi.
Apreendidos pela Receita Federal em atividades irregulares, quatro ônibus e um caminhão foram doados e estão sendo incorporados à frota da UFSM. Os ônibus serão destinados ao transporte de estudantes e professores em atividades acadêmicas, além de contribuir para a mobilidade entre os campi da instituição. Já o caminhão está sendo utilizado para a coleta seletiva de lixo, no campus Sede.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Veículos doados pela Receita Federal

Fotografia de Sendi Chiapinotto Spiazzi.
Apreendidos pela Receita Federal em atividades irregulares, quatro ônibus e um caminhão foram doados e estão sendo incorporados à frota da UFSM. Os ônibus serão destinados ao transporte de estudantes e professores em atividades acadêmicas, além de contribuir para a mobilidade entre os campi da instituição. Já o caminhão está sendo utilizado para a coleta seletiva de lixo, no campus Sede.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Veículos doados pela Receita Federal

Fotografia de Sendi Chiapinotto Spiazzi.
Apreendidos pela Receita Federal em atividades irregulares, quatro ônibus e um caminhão foram doados e estão sendo incorporados à frota da UFSM. Os ônibus serão destinados ao transporte de estudantes e professores em atividades acadêmicas, além de contribuir para a mobilidade entre os campi da instituição. Já o caminhão está sendo utilizado para a coleta seletiva de lixo, no campus Sede.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Música Fora da Caixa

Fotografia de Claudio Correa e Oseas.
Música Fora da Caixa é um projeto realizado pelo Quinteto de Metais de Santa Maria, que tem por objetivo levar as músicas de sala de concerto para os demais locais. A primeira apresentação ocorreu dia 7 de agosto de 2017, no Campus da UFSM. O grupo toca música de câmara com instrumentistas de metais de três instituições: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Base Aérea de Santa Maria (BASM) e 3ª Divisão do Exército (3ª DE).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Música Fora da Caixa

Fotografia de Claudio Correa e Oseas.
Música Fora da Caixa é um projeto realizado pelo Quinteto de Metais de Santa Maria, que tem por objetivo levar as músicas de sala de concerto para os demais locais. A primeira apresentação ocorreu dia 7 de agosto de 2017, no Campus da UFSM. O grupo toca música de câmara com instrumentistas de metais de três instituições: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Base Aérea de Santa Maria (BASM) e 3ª Divisão do Exército (3ª DE).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Música Fora da Caixa

Fotografia de Claudio Correa e Oseas.
Música Fora da Caixa é um projeto realizado pelo Quinteto de Metais de Santa Maria, que tem por objetivo levar as músicas de sala de concerto para os demais locais. A primeira apresentação ocorreu dia 7 de agosto de 2017, no Campus da UFSM. O grupo toca música de câmara com instrumentistas de metais de três instituições: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Base Aérea de Santa Maria (BASM) e 3ª Divisão do Exército (3ª DE).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Música Fora da Caixa

Fotografia de Claudio Correa e Oseas.
Música Fora da Caixa é um projeto realizado pelo Quinteto de Metais de Santa Maria, que tem por objetivo levar as músicas de sala de concerto para os demais locais. A primeira apresentação ocorreu dia 7 de agosto de 2017, no Campus da UFSM. O grupo toca música de câmara com instrumentistas de metais de três instituições: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Base Aérea de Santa Maria (BASM) e 3ª Divisão do Exército (3ª DE).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Música Fora da Caixa

Fotografia de Claudio Correa e Oseas.
Música Fora da Caixa é um projeto realizado pelo Quinteto de Metais de Santa Maria, que tem por objetivo levar as músicas de sala de concerto para os demais locais. A primeira apresentação ocorreu dia 7 de agosto de 2017, no Campus da UFSM. O grupo toca música de câmara com instrumentistas de metais de três instituições: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Base Aérea de Santa Maria (BASM) e 3ª Divisão do Exército (3ª DE).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Música Fora da Caixa

Fotografia de Claudio Correa e Oseas.
Música Fora da Caixa é um projeto realizado pelo Quinteto de Metais de Santa Maria, que tem por objetivo levar as músicas de sala de concerto para os demais locais. A primeira apresentação ocorreu dia 7 de agosto de 2017, no Campus da UFSM. O grupo toca música de câmara com instrumentistas de metais de três instituições: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Base Aérea de Santa Maria (BASM) e 3ª Divisão do Exército (3ª DE).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Música Fora da Caixa

Fotografia de Claudio Correa e Oseas.
Música Fora da Caixa é um projeto realizado pelo Quinteto de Metais de Santa Maria, que tem por objetivo levar as músicas de sala de concerto para os demais locais. A primeira apresentação ocorreu dia 7 de agosto de 2017, no Campus da UFSM. O grupo toca música de câmara com instrumentistas de metais de três instituições: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Base Aérea de Santa Maria (BASM) e 3ª Divisão do Exército (3ª DE).

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

He For She na UFSM

Fotografia de Mariana Flores.
Roda de conversa proposta pelo Comitê Gaúcho Impulsionador do Movimento #ElesporElas, marcando o lançamento do projeto em Santa Maria. O debate, realizado no Salão Imembuí da Administração Central, fez parte da gravação do programa Papo Reto, da TV Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Na ocasião foram debatidas questões de gênero, políticas institucionais para proteção das mulheres da universidade, a participação dos homens na luta contra o machismo, além do debate a respeito das ações que o Comitê irá desenvolver na UFSM.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

He For She na UFSM

Fotografia de Mariana Flores.
Roda de conversa proposta pelo Comitê Gaúcho Impulsionador do Movimento #ElesporElas, marcando o lançamento do projeto em Santa Maria. O debate, realizado no Salão Imembuí da Administração Central, fez parte da gravação do programa Papo Reto, da TV Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Na ocasião foram debatidas questões de gênero, políticas institucionais para proteção das mulheres da universidade, a participação dos homens na luta contra o machismo, além do debate a respeito das ações que o Comitê irá desenvolver na UFSM.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

He For She na UFSM

Fotografia de Mariana Flores.
Roda de conversa proposta pelo Comitê Gaúcho Impulsionador do Movimento #ElesporElas, marcando o lançamento do projeto em Santa Maria. O debate, realizado no Salão Imembuí da Administração Central, fez parte da gravação do programa Papo Reto, da TV Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Na ocasião foram debatidas questões de gênero, políticas institucionais para proteção das mulheres da universidade, a participação dos homens na luta contra o machismo, além do debate a respeito das ações que o Comitê irá desenvolver na UFSM.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Processo de incubação de empreendimentos sociais

Fotografia de Mirian Redin de Quadros.
Dia 8 de agosto de 2017 iniciou o processo de incubação dos 10 grupos selecionados pela Incubadora Social da UFSM, órgão de apoio vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Foram selecionados: na área agroecológica, o Grupo de Agricultores Orgânicos da Região Central do RS, a Associação Comunitária Remanescentes Quilombolas de Júlio Borges e a Associação Quilombola Linha Fão; na área da alimentação, as Marias Bonitas Fazendo História; na construção civil, o grupo Nível 8 – Mulheres na Construção Civil; na produção artística e cultural, Ará Dudu – Coletivo de Arte e Cultura Negra, Corap – Coletivo de Resistência Artística Periférica e a Comunidade de Terreiro Ilê Axé Ossanha Agué; na produção de artesanato, Ketaju Tegtu & Guaviraty Porã – grupo das aldeias Kaingang e Guarani Mbya de Santa Maria; e no ramo da coleta e reciclagem de materiais, a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Results 201 to 250 of 659