Mostrar 121 resultados

Descrição arquivística
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil) Rosa, Victória Lopes, 1997/ Com objeto digital
Opções de pesquisa avançada
Previsualizar a impressão Ver:

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
O 1º Encontro Brasileiro de Jogos Tradicionais e Autóctones ocorreu entre os dias 27 e 28 de outubro de 2017, organizado pelo Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE) e da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). O objetivo do encontro foi valorizar e ativar o legado cultural, bem como desenvolver a sensibilidade e o envolvimento do público, por meio da visibilidade, da produção e da disseminação dos jogos autóctones. O evento contou com apresentação tradicionalista do DTG Noel Guarany, palestra "Jogos Tradicionais e História Indígena no Brasil" com o professor José Ronaldo Mendonça, antropólogo e docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), palestra “Jogos Tradicionais como escola de vida brincante” com o professor Pierre Normando Gomes, do Departamento de Educação Física da Paraíba, aluno depós-doutorado em Educação Física da UFSM e exposição de jogos tradicionais, artesanatos, livros, fotos e banners sobre manifestações da cultura lúdica tradicional e autóctone do Brasil.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

32ª Jornada Acadêmica Integrada

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Palestra "O Direito em Marcha à Ré: do Estado de direito ao Estado de exceção e retrocesso de direitos" ministrada pela professora do curso de Direito Maria Beatriz Oliveira da Silva, coordenadora do NudMarx (Núcleo de Pesquisa em Direito e Marxismo) da UFSM. A palestra integra a programação da 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI), foram destacados os conceitos de Estado de direito e Estado de exceção, e também realizado um resgate histórico do direito na sociedade e alguns aspectos que apontam a questão de vivermos em um Estado de exceção não declarado. A 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI) ocorreu de 23 a 27 de outubro de 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

32ª Jornada Acadêmica Integrada

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Palestra "O Direito em Marcha à Ré: do Estado de direito ao Estado de exceção e retrocesso de direitos" ministrada pela professora do curso de Direito Maria Beatriz Oliveira da Silva, coordenadora do NudMarx (Núcleo de Pesquisa em Direito e Marxismo) da UFSM. A palestra integra a programação da 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI), foram destacados os conceitos de Estado de direito e Estado de exceção, e também realizado um resgate histórico do direito na sociedade e alguns aspectos que apontam a questão de vivermos em um Estado de exceção não declarado. A 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI) ocorreu de 23 a 27 de outubro de 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

32ª Jornada Acadêmica Integrada

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Palestra "O Direito em Marcha à Ré: do Estado de direito ao Estado de exceção e retrocesso de direitos" ministrada pela professora do curso de Direito Maria Beatriz Oliveira da Silva, coordenadora do NudMarx (Núcleo de Pesquisa em Direito e Marxismo) da UFSM. A palestra integra a programação da 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI), foram destacados os conceitos de Estado de direito e Estado de exceção, e também realizado um resgate histórico do direito na sociedade e alguns aspectos que apontam a questão de vivermos em um Estado de exceção não declarado. A 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI) ocorreu de 23 a 27 de outubro de 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

32ª Jornada Acadêmica Integrada

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Palestra "O Direito em Marcha à Ré: do Estado de direito ao Estado de exceção e retrocesso de direitos" ministrada pela professora do curso de Direito Maria Beatriz Oliveira da Silva, coordenadora do NudMarx (Núcleo de Pesquisa em Direito e Marxismo) da UFSM. A palestra integra a programação da 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI), foram destacados os conceitos de Estado de direito e Estado de exceção, e também realizado um resgate histórico do direito na sociedade e alguns aspectos que apontam a questão de vivermos em um Estado de exceção não declarado. A 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI) ocorreu de 23 a 27 de outubro de 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

32ª Jornada Acadêmica Integrada

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Palestra "O Direito em Marcha à Ré: do Estado de direito ao Estado de exceção e retrocesso de direitos" ministrada pela professora do curso de Direito Maria Beatriz Oliveira da Silva, coordenadora do NudMarx (Núcleo de Pesquisa em Direito e Marxismo) da UFSM. A palestra integra a programação da 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI), foram destacados os conceitos de Estado de direito e Estado de exceção, e também realizado um resgate histórico do direito na sociedade e alguns aspectos que apontam a questão de vivermos em um Estado de exceção não declarado. A 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI) ocorreu de 23 a 27 de outubro de 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

32ª Jornada Acadêmica Integrada

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Palestra "O Direito em Marcha à Ré: do Estado de direito ao Estado de exceção e retrocesso de direitos" ministrada pela professora do curso de Direito Maria Beatriz Oliveira da Silva, coordenadora do NudMarx (Núcleo de Pesquisa em Direito e Marxismo) da UFSM. A palestra integra a programação da 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI), foram destacados os conceitos de Estado de direito e Estado de exceção, e também realizado um resgate histórico do direito na sociedade e alguns aspectos que apontam a questão de vivermos em um Estado de exceção não declarado. A 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI) ocorreu de 23 a 27 de outubro de 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

32ª Jornada Acadêmica Integrada

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Palestra "O Direito em Marcha à Ré: do Estado de direito ao Estado de exceção e retrocesso de direitos" ministrada pela professora do curso de Direito Maria Beatriz Oliveira da Silva, coordenadora do NudMarx (Núcleo de Pesquisa em Direito e Marxismo) da UFSM. A palestra integra a programação da 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI), foram destacados os conceitos de Estado de direito e Estado de exceção, e também realizado um resgate histórico do direito na sociedade e alguns aspectos que apontam a questão de vivermos em um Estado de exceção não declarado. A 32ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI) ocorreu de 23 a 27 de outubro de 2017.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

4º Descubra UFSM

Fotografia de Victória Lopes Rosa.
Descubra UFSM é uma feira interativa das práticas de ensino, pesquisa e extensão promovidas na UFSM e tem como tema “Seus momentos mais confusos estão cheios de respostas”. A 4ª edição ocorreu de 14 a 16 de julho de 2017. Durante os três dias do evento, a Floresce – Floricultura Escola ministrou minicursos sobre terrário e arranjos florais, enquanto alunos do Centro de Artes e Letras promoveram a “Rua das Artes”, espaço dedicado a workshops e oficinas. A 4ª edição também contou com um Espaço Chimarrão, Praça de Alimentação e Espaço Vibe, voltados à descontração do público. Um Tour Guiado também foi promovido pelo Politécnico, a fim de que os visitantes conhecessem as dependências do colégio.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Resultados 1 a 50 de 121