Previsualizar a impressão Fechar

Mostrar 295 resultados

Descrição arquivística
Konzen, Melissa Taís, 1998/
Previsualizar a impressão Ver:

295 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Confirmação de vaga Sisu/UFSM 2018

Na confirmação de vaga dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018, cerca de 300 candidatos passaram pelo Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia da UFSM no período da manhã, para garantirem sua vaga.
Fotografia de Melissa Taís Konzen.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Campanha do Agasalho 2018

Fotografia de Melissa Konzen.
Desde 18 de junho a UFSM está mobilizada na Campanha do Agasalho. Já foram mais de 700 doações recebidas, que serão destinadas a várias instituições.
Para a Casa Maria: Os agasalhos destinados a esta entidade serão doados aos pacientes e usuários da Casa Maria. Caso sobrem, serão comercializados em um brechó e a renda será revertida em medicamentos e suplementos alimentares.
Para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan): As roupas destinadas à Aapecan serão fornecidas aos usuários e as demais destinadas ao Brechó Solidário, realizado duas vezes ao mês.
Para a Associação Leon Denis: Os agasalhos destinados ao Leon Denis serão vendidos no brechó, que acontece diariamente na sede da instituição, e revertidos em verbas para o funcionamento do abrigo.
Para o HUSM – Campanha Bebê Quentinho: As roupas infantis serão destinadas à campanha Bebê Quentinho, realizada por servidores da Unidade de Internação da Pediatria e das UTIs neonatal e pediátrica do HUSM. Bebês que nascem e não possuem enxoval, ou então crianças que irão receber alta e precisam de roupas serão beneficiados. As roupas e calçados arrecadados são organizados em um armário dentro do Hospital, onde as mães, acompanhadas por uma servidora, escolhem as vestimentas mais adequadas, conforme o tamanho do bebê ou da criança.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Seminário Cultura Indígena e Universidade, I

Fotografia de Laura Coelho de Almeida
O evento ocorreu de 06 a 07 de junho.
Programação:
Dia 6 de junho
14h - Apresentação artística
14h20 - Painel de Abertura e Falas Institucionais - Paulo Afonso Burmann (Reitor UFSM), Vera Vianna (PRE/UFSM), Clayton Hillig (PRAE/UFSM), Jerônimo Tybusch (PROGRAD/UFSM), Sílvia Pavão (CAED), André Soares (PET Indígena UFSM), Natanael Claudino (Presidente da Comissão Indígena UFSM), Larissa Emilie Paulo (PET Indígena UFSM)
15h - Painel I - Cultura Indígena - Vherá Poty, Danilo Christidis, Otávio Catafesto, Joceli Sales (PET Indígena UFSM), Dara Ramires Lemes (PET Indígena UFSM)
Dia 7 de junho
14h - Painel II - Políticas de Acesso e Permanência de Indígenas na UFSM - Jerônimo Tybusch (PROGRAD/UFSM), Clayton Hillig (PRAE/UFSM), Representação (PRE/Incubadora Social/UFSM), Rosane Brum Mello (CAED/UFSM), Jafé Ribeiro Bento (PET Indígena UFSM),
15h - Painel III - Cultura Indígena e Universidade - Roda de Conversa - Estudantes Indígenas da UFSM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

"Golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil" – curso

Fotografia de Melissa Táis Konzen.
Evento realizado de 05 maio a 07 de julho.
Programação:
05/05 - Golpes de Estado no Brasil Republicano: o golpe de 2016 em um contexto histórico, político e constitucional
Ministrantes: Diorge Konrad, José Carlos Martines Belieiro Júnior, Márcio de Souza Bernardes
Coordenação da mesa: Maria Beatriz Oliveira da Silva
12/05 - A onda conservadora e o ressentimento de classe
Ministrantes: Ricardo Mayer, Janaína Xavier do Nascimento
26/05 - Corrupção, mal e democracia
Ministrantes: Juliana Oliveira Missaggia, José Lourenço P. da Silva e Vilmar Debona
Coordenação da mesa: Rosana Pinheiro-Machado
09/06 - SUS: ameaças e retrocessos nas políticas públicas de saúde
Ministrantes: Teresinha Weiler, Liane Rigue e Sueli Barrios
Coordenação da mesa: Maria Celeste Landerdahl
16/06 - O caráter misógino e branco do golpe: retrocessos no campo das políticas públicas para as mulheres, e as populações negra e LGBTTQI
Ministrantes: Laura Fonseca, Laura Cortes, Maria Celeste Landerdahl
Coordenação da mesa: Nikelen Witter
23/06 - A reforma do Ensino Médio e seus impactos nas políticas públicas pós-Golpe
Ministrantes: Cláudia Cisianne, Elizete Tomazete, Ascísio Pereira.
30/06 - O golpe na agricultura familiar e na reforma agrária
Ministrantes: Marcos Piccin, Everton Picolotto e Alisson Zarnot
07/07 - O golpe de 2016 e os retrocessos nos direitos individuais, sociais e difusos: criminalização, reformas trabalhista e previdenciária e riscos ao meio ambiente
Ministrantes: Waleska Cardoso, Marília de Nardin Budó e Márcio Brum

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

"Golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil" – curso

Fotografia de Melissa Táis Konzen.
Evento realizado de 05 maio a 07 de julho.
Programação:
05/05 - Golpes de Estado no Brasil Republicano: o golpe de 2016 em um contexto histórico, político e constitucional
Ministrantes: Diorge Konrad, José Carlos Martines Belieiro Júnior, Márcio de Souza Bernardes
Coordenação da mesa: Maria Beatriz Oliveira da Silva
12/05 - A onda conservadora e o ressentimento de classe
Ministrantes: Ricardo Mayer, Janaína Xavier do Nascimento
26/05 - Corrupção, mal e democracia
Ministrantes: Juliana Oliveira Missaggia, José Lourenço P. da Silva e Vilmar Debona
Coordenação da mesa: Rosana Pinheiro-Machado
09/06 - SUS: ameaças e retrocessos nas políticas públicas de saúde
Ministrantes: Teresinha Weiler, Liane Rigue e Sueli Barrios
Coordenação da mesa: Maria Celeste Landerdahl
16/06 - O caráter misógino e branco do golpe: retrocessos no campo das políticas públicas para as mulheres, e as populações negra e LGBTTQI
Ministrantes: Laura Fonseca, Laura Cortes, Maria Celeste Landerdahl
Coordenação da mesa: Nikelen Witter
23/06 - A reforma do Ensino Médio e seus impactos nas políticas públicas pós-Golpe
Ministrantes: Cláudia Cisianne, Elizete Tomazete, Ascísio Pereira.
30/06 - O golpe na agricultura familiar e na reforma agrária
Ministrantes: Marcos Piccin, Everton Picolotto e Alisson Zarnot
07/07 - O golpe de 2016 e os retrocessos nos direitos individuais, sociais e difusos: criminalização, reformas trabalhista e previdenciária e riscos ao meio ambiente
Ministrantes: Waleska Cardoso, Marília de Nardin Budó e Márcio Brum

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

"Golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil" – curso

Fotografia de Melissa Táis Konzen.
Evento realizado de 05 maio a 07 de julho.
Programação:
05/05 - Golpes de Estado no Brasil Republicano: o golpe de 2016 em um contexto histórico, político e constitucional
Ministrantes: Diorge Konrad, José Carlos Martines Belieiro Júnior, Márcio de Souza Bernardes
Coordenação da mesa: Maria Beatriz Oliveira da Silva
12/05 - A onda conservadora e o ressentimento de classe
Ministrantes: Ricardo Mayer, Janaína Xavier do Nascimento
26/05 - Corrupção, mal e democracia
Ministrantes: Juliana Oliveira Missaggia, José Lourenço P. da Silva e Vilmar Debona
Coordenação da mesa: Rosana Pinheiro-Machado
09/06 - SUS: ameaças e retrocessos nas políticas públicas de saúde
Ministrantes: Teresinha Weiler, Liane Rigue e Sueli Barrios
Coordenação da mesa: Maria Celeste Landerdahl
16/06 - O caráter misógino e branco do golpe: retrocessos no campo das políticas públicas para as mulheres, e as populações negra e LGBTTQI
Ministrantes: Laura Fonseca, Laura Cortes, Maria Celeste Landerdahl
Coordenação da mesa: Nikelen Witter
23/06 - A reforma do Ensino Médio e seus impactos nas políticas públicas pós-Golpe
Ministrantes: Cláudia Cisianne, Elizete Tomazete, Ascísio Pereira.
30/06 - O golpe na agricultura familiar e na reforma agrária
Ministrantes: Marcos Piccin, Everton Picolotto e Alisson Zarnot
07/07 - O golpe de 2016 e os retrocessos nos direitos individuais, sociais e difusos: criminalização, reformas trabalhista e previdenciária e riscos ao meio ambiente
Ministrantes: Waleska Cardoso, Marília de Nardin Budó e Márcio Brum

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

"Golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil" – curso

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
Evento realizado de 05 maio a 07 de julho.
Programação:
05/05 - Golpes de Estado no Brasil Republicano: o golpe de 2016 em um contexto histórico, político e constitucional
Ministrantes: Diorge Konrad, José Carlos Martines Belieiro Júnior, Márcio de Souza Bernardes
Coordenação da mesa: Maria Beatriz Oliveira da Silva
12/05 - A onda conservadora e o ressentimento de classe
Ministrantes: Ricardo Mayer, Janaína Xavier do Nascimento
26/05 - Corrupção, mal e democracia
Ministrantes: Juliana Oliveira Missaggia, José Lourenço P. da Silva e Vilmar Debona
Coordenação da mesa: Rosana Pinheiro-Machado
09/06 - SUS: ameaças e retrocessos nas políticas públicas de saúde
Ministrantes: Teresinha Weiler, Liane Rigue e Sueli Barrios
Coordenação da mesa: Maria Celeste Landerdahl
16/06 - O caráter misógino e branco do golpe: retrocessos no campo das políticas públicas para as mulheres, e as populações negra e LGBTTQI
Ministrantes: Laura Fonseca, Laura Cortes, Maria Celeste Landerdahl
Coordenação da mesa: Nikelen Witter
23/06 - A reforma do Ensino Médio e seus impactos nas políticas públicas pós-Golpe
Ministrantes: Cláudia Cisianne, Elizete Tomazete, Ascísio Pereira.
30/06 - O golpe na agricultura familiar e na reforma agrária
Ministrantes: Marcos Piccin, Everton Picolotto e Alisson Zarnot
07/07 - O golpe de 2016 e os retrocessos nos direitos individuais, sociais e difusos: criminalização, reformas trabalhista e previdenciária e riscos ao meio ambiente
Ministrantes: Waleska Cardoso, Marília de Nardin Budó e Márcio Brum

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Polifeira do Agricultor – aniversário de 1 ano

Fotografia de João Ricardo Gazzaneo Schmitt.
A Polifeira do Agricultor é um projeto de extensão do Colégio Politécnico, promovido em parceria com a Prefeitura de Santa Maria. Tem por objetivo oferecer ao público consumidor uma alternativa saudável e acessível de alimentos.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial

Fotografia de Melissa Taís Konzen.
A eliminação do racismo é uma luta cotidiana e, para reforçá-la, a ONU estabeleceu o dia 21 de março como Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Na UFSM, a data foi marcada pela abertura do evento “Negras e Negros na Cultura, na Ciência e nos Movimentos Sociais”, organizado pela Associação Ará Dudu e Pondá Assessoria.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Resultados 1 a 50 de 295