Print preview Close

Showing 588 results

Archival description
Pró-Reitoria de Administração (PRA) With digital objects
Print preview View:

Gravação de Vídeos em Libras do Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria

Fotografia de Daiane Segabinazzi Preadebon.
O Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria: Difusão e Acessibilidade, foi um projeto de extensão coordenado pela arquivista Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral da UFSM e suas ações aconteceram de julho de 2015 a julho de 2020. Seu objetivo foi promover a difusão do acervo fotográfico da UFSM com acessibilidade. Uma das ações foi a gravação dos artigos em Libras pelos Tradutores Intérpretes de Linguagem de Sinais do Núcleo de Acessibilidade da Coordenadoria de Ações Educacionais da UFSM, gravações estas realizadas no estúdio do Núcleo de Tecnologia Educacional com editoração de Ronaldo Palma.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Gravação de Vídeos em Libras do Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria

Fotografia de Daiane Segabinazzi Preadebon.
O Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria: Difusão e Acessibilidade, foi um projeto de extensão coordenado pela arquivista Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral da UFSM e suas ações aconteceram de julho de 2015 a julho de 2020. Seu objetivo foi promover a difusão do acervo fotográfico da UFSM com acessibilidade. Uma das ações foi a gravação dos artigos em Libras pelos Tradutores Intérpretes de Linguagem de Sinais do Núcleo de Acessibilidade da Coordenadoria de Ações Educacionais da UFSM, gravações estas realizadas no estúdio do Núcleo de Tecnologia Educacional com editoração de Ronaldo Palma.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Gravação de Vídeos em Libras do Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria

Fotografia de Daiane Segabinazzi Preadebon.
O Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria: Difusão e Acessibilidade, foi um projeto de extensão coordenado pela arquivista Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral da UFSM e suas ações aconteceram de julho de 2015 a julho de 2020. Seu objetivo foi promover a difusão do acervo fotográfico da UFSM com acessibilidade. Uma das ações foi a gravação dos artigos em Libras pelos Tradutores Intérpretes de Linguagem de Sinais do Núcleo de Acessibilidade da Coordenadoria de Ações Educacionais da UFSM, gravações estas realizadas no estúdio do Núcleo de Tecnologia Educacional com editoração de Ronaldo Palma.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Gravação de Vídeos em Libras do Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria

Fotografia de Daiane Segabinazzi Preadebon.
O Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria: Difusão e Acessibilidade, foi um projeto de extensão coordenado pela arquivista Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral da UFSM e suas ações aconteceram de julho de 2015 a julho de 2020. Seu objetivo foi promover a difusão do acervo fotográfico da UFSM com acessibilidade. Uma das ações foi a gravação dos artigos em Libras pelos Tradutores Intérpretes de Linguagem de Sinais do Núcleo de Acessibilidade da Coordenadoria de Ações Educacionais da UFSM, gravações estas realizadas no estúdio do Núcleo de Tecnologia Educacional com editoração de Ronaldo Palma.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Gravação de Vídeos em Libras do Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria

Fotografia de Daiane Segabinazzi Preadebon.
O Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria: Difusão e Acessibilidade, foi um projeto de extensão coordenado pela arquivista Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral da UFSM e suas ações aconteceram de julho de 2015 a julho de 2020. Seu objetivo foi promover a difusão do acervo fotográfico da UFSM com acessibilidade. Uma das ações foi a gravação dos artigos em Libras pelos Tradutores Intérpretes de Linguagem de Sinais do Núcleo de Acessibilidade da Coordenadoria de Ações Educacionais da UFSM, gravações estas realizadas no estúdio do Núcleo de Tecnologia Educacional com editoração de Ronaldo Palma.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto Digitalização e Descrição de negativos fotográficos

Fotografia de Marcos Machado Paulo.
O acervo fotográfico da UFSM é constituído de mais de 85000 negativos fotográficos produzidos pelos fotógrafos institucionais 1959 a 2002. O projeto de digitalização iniciou em 2012 pelo Departamento de Arquivo Geral com objetivo de descrever as imagens e publicá-la na web. Em 2019 para melhorar a qualidade e agilizar o processo, foi adquirido novo equipamento, o scanner Epson Perfection V9—Photo.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto Digitalização e Descrição de negativos fotográficos

Fotografia de Marcos Machado Paulo.
O acervo fotográfico da UFSM é constituído de mais de 85000 negativos fotográficos produzidos pelos fotógrafos institucionais 1959 a 2002. O projeto de digitalização iniciou em 2012 pelo Departamento de Arquivo Geral com objetivo de descrever as imagens e publicá-la na web. Em 2019 para melhorar a qualidade e agilizar o processo, foi adquirido novo equipamento, o scanner Epson Perfection V9—Photo.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto Digitalização e Descrição de negativos fotográficos

Fotografia de Marcos Machado Paulo.
O acervo fotográfico da UFSM é constituído de mais de 85000 negativos fotográficos produzidos pelos fotógrafos institucionais 1959 a 2002. O projeto de digitalização iniciou em 2012 pelo Departamento de Arquivo Geral com objetivo de descrever as imagens e publicá-la na web. Em 2019 para melhorar a qualidade e agilizar o processo, foi adquirido novo equipamento, o scanner Epson Perfection V9—Photo.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Projeto Digitalização e Descrição de negativos fotográficos

Fotografia de Marcos Machado Paulo.
O acervo fotográfico da UFSM é constituído de mais de 85000 negativos fotográficos produzidos pelos fotógrafos institucionais 1959 a 2002. O projeto de digitalização iniciou em 2012 pelo Departamento de Arquivo Geral com objetivo de descrever as imagens e publicá-la na web. Em 2019 para melhorar a qualidade e agilizar o processo, foi adquirido novo equipamento, o scanner Epson Perfection V9—Photo.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Visita de representantes do Museu Histórico de Vale Vêneto ao DAG

Fotografia de Marcos Machado Paulo.
Representantes do Museu Histórico de Vale Vêneto visitaram o Arquivo Fotográfico do Departamento de Arquivo Geral (DAG) da UFSM, com o objetivo de trocar informações com a arquivista para a organização do acervo pessoal de fotografias do Padre Clementino Marcuzzo, que possui aproximadamente 5 mil imagens positivas.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Aquece Inclusivo foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Antes do Aquece foi realizada uma reunião na Associação de Cegos e Deficientes Visuais (ACDV sobre leitura inclusiva. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Aquece Inclusivo foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Antes do Aquece foi realizada uma reunião na Associação de Cegos e Deficientes Visuais (ACDV sobre leitura inclusiva. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Aquece Inclusivo foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Antes do Aquece foi realizada uma reunião na Associação de Cegos e Deficientes Visuais (ACDV sobre leitura inclusiva. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Aquece Inclusivo foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Antes do Aquece foi realizada uma reunião na Associação de Cegos e Deficientes Visuais (ACDV sobre leitura inclusiva. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

O evento Aquece Inclusivo foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Antes do Aquece foi realizada uma reunião na Associação de Cegos e Deficientes Visuais (ACDV sobre leitura inclusiva. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Aquece Inclusivo foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Antes do Aquece foi realizada uma reunião na Associação de Cegos e Deficientes Visuais (ACDV sobre leitura inclusiva. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

O evento Aquece Inclusivo foi realizado na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva. Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

O evento Aquece Inclusivo foi realizado na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva. Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Aquece Inclusivo foi realizado na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva. Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Aquece Inclusivo foi realizado na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva. Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Aquece Inclusivo para a 46º Feira do Livro de Santa Maria

O evento Aquece Inclusivo foi realizado na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria, promovido pelo GT Centro/RS de Leitura Inclusiva. Inclusiva com a participação de Angelita Garcia, representante da Fundação Dorina Nowill para Cegos de São Paulo. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Vitória Rodrigues.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Vitória Rodrigues.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Visual foi realizado como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Associação de Cegos e Deficientes Visuais de Santa Maria (ACDV), Secretaria Municipal de Educação (SMED), Projeto Cegueira e Baixa Visão UFSM e o Núcleo de Acessibilidade UFSM. Daverlan Dalla Lanna e Arlete Priscila Costa da Rosa, ambos deficientes visuais, contaram as histórias “O menino que via com as mãos” e “Abraço de urso”. Após, Marli Schimdt, professora e presidente da ACDV, explicou por quem foi criada a linguagem em braille e as suas utilizações nos dias de hoje. Estiveram presentes as escolas Pão dos Pobres, Adelmo Simas Genro e Maria de Lourdes Castro, além do público em geral. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Cultura Indígena na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cíntia Pasa Lopes.
O evento Leitura Inclusiva: Cultura Indígena integrou a programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Aldeia Indígena Guarani Mbyá -Tekoá Guaviraty Porã,Escola Indígena YVYRA IJA TENONDE VERA MIRI, Aldeia Indígena Kaingang Três Soitas, Escola Indígena AUGUSTO OPE DA SILVA, Núcleo de Ações Afirmativas UFSM, 8ª Coordenadoria Regional de Educação. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Cultura Indígena na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cíntia Pasa Lopes.
O evento Leitura Inclusiva: Cultura Indígena integrou a programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Aldeia Indígena Guarani Mbyá -Tekoá Guaviraty Porã,Escola Indígena YVYRA IJA TENONDE VERA MIRI, Aldeia Indígena Kaingang Três Soitas, Escola Indígena AUGUSTO OPE DA SILVA, Núcleo de Ações Afirmativas UFSM, 8ª Coordenadoria Regional de Educação. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Cultura Indígena na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cíntia Pasa Lopes.
O evento Leitura Inclusiva: Cultura Indígena integrou a programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Aldeia Indígena Guarani Mbyá -Tekoá Guaviraty Porã,Escola Indígena YVYRA IJA TENONDE VERA MIRI, Aldeia Indígena Kaingang Três Soitas, Escola Indígena AUGUSTO OPE DA SILVA, Núcleo de Ações Afirmativas UFSM, 8ª Coordenadoria Regional de Educação. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Cultura Indígena na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cíntia Pasa Lopes.
O evento Leitura Inclusiva: Cultura Indígena integrou a programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram o GT Centro RS de Leitura Inclusiva, a Aldeia Indígena Guarani Mbyá -Tekoá Guaviraty Porã,Escola Indígena YVYRA IJA TENONDE VERA MIRI, Aldeia Indígena Kaingang Três Soitas, Escola Indígena AUGUSTO OPE DA SILVA, Núcleo de Ações Afirmativas UFSM, 8ª Coordenadoria Regional de Educação. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez foi realizado dia 03 de maio de 2019 como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram a Escola Estadual Reinaldo Coser, Associação de Surdos de Santa Maria (ASSM), 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE), Projeto Mãos Livres UFSM. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez foi realizado dia 03 de maio de 2019 como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram a Escola Estadual Reinaldo Coser, Associação de Surdos de Santa Maria (ASSM), 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE), Projeto Mãos Livres UFSM. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez foi realizado dia 03 de maio de 2019 como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram a Escola Estadual Reinaldo Coser, Associação de Surdos de Santa Maria (ASSM), 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE), Projeto Mãos Livres UFSM. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez na 46ª Feira do Livro de Santa Maria

Fotografia de Cristina Strohschoen dos Santos.
O evento Leitura Inclusiva: Pessoas com Deficiência Auditiva ou Surdez foi realizado dia 03 de maio de 2019 como parte da programação de leitura inclusiva da 46ª Feira do Livro de Santa Maria. Os promotores foram a Escola Estadual Reinaldo Coser, Associação de Surdos de Santa Maria (ASSM), 8ª Coordenadoria Regional de Educação (8ª CRE), Projeto Mãos Livres UFSM. Cristian Evandro Sehnem do Núcleo de Acessibilidade e Cristina Strohschoen dos Santos do Departamento de Arquivo Geral são os representantes da UFSM na Rede de Leitura Inclusiva.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (Brasil)

Results 1 to 50 of 588